Receitas da Alforreca #1

quinta-feira, 28 de agosto de 2014

 Hoje decidi deixar os meus sentimentos de parte e partilhar convosco algumas receitas que reproduzi e foram bem sucedidas!
 A primeira vai ser do cheesecake que se tem vindo a tornar uma das minhas sobremesas favoritas e que não é nada light ou diet, mas que sabe bem em qualquer altura do ano e para acabar uma refeição é perfeito.

Cheesecake de frutos vermelhos

1 pacote de bolachas maria
+/- 100 g de manteiga amolecida

500 g de queijo fresco batido
1 pacote de natas longa vida (se forem outra marca convém usar dois)
1 lata de leite condensado

duas compotas de framboesa da marca st dalfour
ou
500 g de frutos vermelhos e 500 g de açúcar numa panela até estar no ponto

1. triturar grosseiramente as bolachas e juntar à manteiga amassando com as mãos. Forrar uma taça cobrindo bem o fundo e os lados. Levar ao frio enquanto se prepara o resto.

2. Bater bem as claras, com uma batedeira mesmo, e juntar a lata de leite condensado, envolvendo bem, e por fim envolver o queijo fresco batido. Mais simples não há. Verter sobre a mistura da bolacha.

3. Levar ao frio até ao dia em que se vai servir, não convém fazer muito tempo antes, o mais ideal é de um dia para o outro. Antes de servir bater bem a compota e espalhar de maneira uniforme por cima do cheesecake.

 Já vi muitas versões americanas em que o cheesecake vai ao forno, mas também já os vi fazer 'cheesecake' sem queijo. Esta para mim é a melhor forma de reproduzir uma receita tão deliciosa e sinceramente tão simples! Há quem prefira a utilização de folhas de gelatina para substituir o leite condensado, eu se calhar também preferiria mas esta versão, embora pareça, não fica doce demais, fica mesmo no ponto!

 A segunda receita que vos trago são as minhas bolachas de aveia que costumam ser bastante famosas entre os meus amigos. amigos estes que se deliciam com elas e ficam sempre desapontados quando não há mais!

Bolachas de Aveia

150 g de aveia (de preferência integral, pode ser em flocos -fica melhor- ou em farelo)
100 g de margarina ou manteiga derretida
100 g de açúcar (prefiro o amarelo)
100 g de farinha (pode ser integral ou de trigo ou de aveia)
2 colheres de sopa de mel
canela a gosto (eu ponho sempre muita)
pitada de fermento
2 ovos

1. Bater o açúcar com a manteiga até ficar com uma textura macia.

2. Juntar os ingredientes secos e bater mais um pouco até estar bem incorporado.

3. Juntar os ovos e o mel. Bater outra vez.

4. Pré-aquecer o forno a 180º, formar bolinhas com a pasta que pode estar um pouco liquida, às vezes acontece, e levar ao forno durante 8 minutos, depois convém controlar.

Dica: podem tirar aos 8 minutos porque elas acabam de cozer sozinhas!

 Como podem ver são receitas bem simples, mas que brotam sabor que é uma coisa incrível. E o cheirinho que deixam na cozinha é formidável!

 Qualquer dia partilho convosco a minha maneira de fazer Massa Preta com Lulas. Só de falar deu-me uma grande volta à barriga! Já ia um pratão disso...

 Obrigada pela paciência. Beijinhos,
Alforreca.

Pelos nossos!

domingo, 3 de agosto de 2014

 Muitas vezes sinto que me custa fazer determinadas coisas, mas faço-as pois percebi o desespero da minha mãe, desespero este que me fez perceber que talvez, numa hipóteses que nem é tão remota assim, estivesse a ficar demasiado fraquinha.
 Pelo que a minha adorada diz já estou com melhor aspecto, mas pudera. Cumpro horários à risca e faço refeições completas sem qualquer tipo de reforço físico além de uns saltinhos para a piscina! E é por isso que tenho medo do regresso dos meus tios. Estes vão desregularizar tudo como acabam sempre a fazer. Mas espero que desta vez percebam que não sou mais a miúda gordinha que comia tudo o que lhe punham à frente. Espero que percebem que talvez tenha anorexia ou tenha estado perto disso. Espero que percebam que sou a miúda magrinha que adora comer mas tenta recuperar delicadamente! Contudo, sei que aqueles que precisamos que nos compreendam são precisamente os que não o fazem...
 De qualquer modo, faço-o pela minha mãe, pela minha irmã, mas acima de tudo tenho que o fazer por mim! Os próximos dias serão mais apenas mais três dias de recuperação!
 Só a quero ver feliz! E neste momento é preciso eu estar bem para isso. Ficarei bem porque te quero ver feliz.