Pelos nossos!

domingo, 3 de agosto de 2014

 Muitas vezes sinto que me custa fazer determinadas coisas, mas faço-as pois percebi o desespero da minha mãe, desespero este que me fez perceber que talvez, numa hipóteses que nem é tão remota assim, estivesse a ficar demasiado fraquinha.
 Pelo que a minha adorada diz já estou com melhor aspecto, mas pudera. Cumpro horários à risca e faço refeições completas sem qualquer tipo de reforço físico além de uns saltinhos para a piscina! E é por isso que tenho medo do regresso dos meus tios. Estes vão desregularizar tudo como acabam sempre a fazer. Mas espero que desta vez percebam que não sou mais a miúda gordinha que comia tudo o que lhe punham à frente. Espero que percebem que talvez tenha anorexia ou tenha estado perto disso. Espero que percebam que sou a miúda magrinha que adora comer mas tenta recuperar delicadamente! Contudo, sei que aqueles que precisamos que nos compreendam são precisamente os que não o fazem...
 De qualquer modo, faço-o pela minha mãe, pela minha irmã, mas acima de tudo tenho que o fazer por mim! Os próximos dias serão mais apenas mais três dias de recuperação!
 Só a quero ver feliz! E neste momento é preciso eu estar bem para isso. Ficarei bem porque te quero ver feliz.

2 comentários: