Mas o quê?

terça-feira, 28 de outubro de 2014

 «Escreve» disse ela. Sobre o quê? «Escreve apenas, o mais bizarro ou o mais sentido.» Vou escrever.
 Quando era mais nova encontrava nas palavras um certo conforto que já não tenho faz muito tempo. Era a minha forma de me afirmar e ao mesmo tempo de me esconder. Anonimamente ninguém sabia quem eu era, porém eu tomava uma posição e deixava o meu ponto de vista bem claro. Quero voltar a fazê-lo, quero ser ouvida... fiquei na sombra dos outros durante muito tempo e agora, finalmente, percebi que eu sou suficiente, eu sou o bastante, não tenho de constantemente mudar quem sou em prol de com quem estou. Vou começar a escrever outra vez, visto que não só me faz bem, como também me deixa bem disposta!
 Depois da nossa conversa e de dormir uma das primeiras noites completamente seguidas, sinto que tenho outra prespectiva. Quero uma vida melhor, isso arranja-se grão-a-grão. Muitooo devagarinho! Mas eu consigo, não desisto facilmente.

1 comentário: