Opinião: The Water Divine

sábado, 28 de março de 2015


 Já há muito tempo que não via um filme que me fizesse pensar tanto. Voltei a chegar à conclusão de que a esperança conjugada com um amor de pai (ou qualquer tipo de amor) do tamanho do mundo são dois sentimentos que abalam todas as expectativas.
 Quando o amor rebenta com as costuras e o sofrimento é demasiado, porém não conseguimos desistir de procurar, alcançamos quase sempre as respostas que esperamos.
 O filme retrata a história de um pai desesperado e viúvo que decide envergar na viagem da procura pelos 3 filhos desaparecidos na 1ª Guerra Mundial. Este agricultor vai do seu lar calmo na Austrália até ao vasto campo de batalha em Gallipoli, passando por uma cidade onde conhece um miúdo muito engraçado no seu jeito cuja mãe também ficou viúva, contudo do lado oposto da guerra!

 É super interessante a maneira como mostram os dois lados da guerra e as duas faces de cada lado... E isso foi sem dúvida uma das coisas que me impediu de sair do sofá!
 Aconselho vivamente o filme a quem gosta deste tipo de entretenimento. Mas só mesmo para quem gostar...
 Por hoje é só!

1 comentário:

  1. Olha por acaso não conhecia este filme :) fiquei curiosa :D

    r: tens sorte, eu para estudar tem de ser em silêncio absoluto e nesta casa é muito difícil conseguir isso :s

    ResponderEliminar