Entretanto pelo Facebook...

sexta-feira, 20 de novembro de 2015

 Segundo esta notícia e muitas outras do género, a adoção por casais do mesmo sexo foi finalmente aprovada. Quer isto dizer que sou a favor, apenas porque, se me puser na pele deles durante uns momentos, gostaria que os mesmos direitos para os casais de diferente sexo fossem aplicados à minha situação. Pensemos um pouco... há casais ditos normais que têm filhos e nada lhes querem, ou porque não podem sustentar um filho ou simplesmente porque não são habilitados para tal, havendo até situações completamente evitáveis.
 Eu compreendo que o conceito haver casais do mesmo sexo faça confusão a algumas pessoas. Estão demasiado ligadas ao conceito de «família tradicional». E acho que algumas não estão a conseguir «engolir» esta recente notícia, porque ainda não se habituaram à ideia de que há amor entre pessoas do mesmo sexo. Contudo, não compreender, ou ser contra, não lhes dá o direito de fazer comentários tão rudes, parvos e maliciosos. 
 Se calhar é por estar em Matemática e tudo ter de ser justificado direitinho, mas se querem defender o vosso ponto de vista, façam-no com factos e argumentos devidamente escritos e não insultuosos.
 Faz-me confusão como é que ainda há pessoas tão quadradas.
 Seja X um fulano que se apaixonou fortemente por outro fulano Y. Contudo, X tem tudo para ser um bom pai e sempre sonhou um dia constituir família, com Z, W, etc filhos. X tem amor, lar e educação para dar a Z, W, etc. Quando decidiu formar um casal com Y descobriu que este também gostaria de ter filhos. Pergunto-me agora porque é que X e Y não podem criar Z, W, etc juntos, mas F rapariga e M rapaz podem?
 O que é que F e M têm de melhor para oferecer a Z, W etc? Muitas vezes, nada...
 Sim, ser criado por dois pais ou duas mães vai gerar perguntas na cabeça da criança, porém, estas perguntas só vão surgir porque o nosso país ainda está demasiado agarrado aos padrões «tradicionais».
 Quando a homossexualidade for finalmente aceite, estas questões nem vão precisar de debate, e os heterossexuais não se vão sentir ameaçados injustificadamente.
 Quando for tomada como algo normal, toda a gente vai ser muito mais feliz, pois não vão ter de se preocupar em fazer comentários completamente destrutivos aos outros.
Espero não ter sido desagradável com nenhum de vocês, de facto, só queria apresentar o meu simples ponto de vista...

10 comentários:

  1. Não há sequer palavras que possam ser ditas perante tanta ignorância e homofobia! Será que esta gente não tem dois dedos que seja de testa para perceber que todas as crianças têm direito a receber amor e um bom lar e que nenhuma destas coisas tem sexo! Todos estamos aptos a amar, independentemente do nosso sexo ou da nossa escolha sexual! Acham estes ignorantes que uma criança é mais feliz abandonada em instituições até atingir a idade adulta (já para não falar da quantidade de instituições que maltratam as crianças e não têm mínimas condições!!) do que no conforto de um lar onde dois seres humanos a amam e mimam???? Vê-se mesmo que nunca foram abandonados, que nunca lhes faltou nada a não ser, notoriamente, carácter e educação! E esquecem-se também muita vez que as crianças que são adoptadas por casais gays foram largadas e abandonadas por casais hetero!

    ResponderEliminar
  2. Ver que há tanta gente com essa opinião é simplesmente assustador.
    O pior é que não são apenas pessoas da idade dos nossos avós. Infelizmente também há muita gente na jovem e até na casa dos 20's muito homofóbica. O que me entristece e frustra ainda mais é aqueles que se dizem amigos dos gays, mas depois defendem que os miúdos não deviam ser adoptados por casais homossexuais por causa do bullying e do que as outras pessoas estão a pensar. Esquecem-se que na verdade a responsabilidade é exactamente desta nova geração, que nos próximos 10 anos há-de ter os seus filhos e que teremos de ser nós a educá-los para aprenderem desde cedo que é normal existirem várias orientações sexuais.
    Mas fico muitíssimo feliz por ver esta lei aprovada.
    Eles podem falar, mas no final do dia serão as crianças que têm mais uma hipótese de ter uma família que lhes dê educação e amor.

    ResponderEliminar
  3. As pessoas têm opiniões muito diferentes em relação a este assunto. Eu apoio a decisão e fico feliz por ver Portugal a dar este passo :)

    MORNING DREAMS

    Sofia Silva, Beijos*

    ResponderEliminar
  4. Eu nem sequer percebo como é que a adopção por parte de casais homossexuais ameaça o que quer que seja os casais heterossexuais. Não tenho palavras para a estupidez destas pessoas. Só o comentário 'Já agora legalizem a pedofilia' deixa-me louca.
    Sou completamente a favor da adopção e acho que já não era sem tempo!!!
    r: Fazemos um belo par de jarras então Alforreca ahah xD

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. já agora, gosto aqui do novo look do blog :D

      Eliminar
  5. Adorei o facto de a maioria desses comentarios serem de homens!

    ResponderEliminar
  6. Sinceramente não há palavras que descrevam tamanha estupidez, como é que é possível haver pessoas ao ponto de escreverem estas coisas? Parece que ainda brincam com a situação. Podem ser contra mas, pelo menos exprimiam-no com modos e com os argumentos devidos.
    Quanto à minha opinião, sou a favor de que seja permitido desde que haja as devidas condições (mas isto não é só para os homossexuais), se têm amor e condições porque é que não poderão adotar uma criança que foi abandonada?
    Contudo, há uma coisa que me preocupa no meio disto. Eu acredito que as crianças vão precisar sempre de um apoio materno (no caso de serem adotadas por dois homens) ou paterno (caso seja por duas mulheres). Quando crescem há sempre aquela necessidade de ter um elemento do sexo oposto. Digo isto porque já assisti, não nestas condições todas, mas já vi com os meus próprios olhos o que é, por exemplo, a criança crescer, ser adulta e estar grávida e não poder partilhar todas as dúvidas com a mãe. Isto é só um exemplo entre muitos. Mas isto tudo para dizer que contra não sou, mas também tenho estes pormenores presentes :/

    ResponderEliminar
  7. r: Muito obrigada querida, agora as coisas já andam mais calminhas :)

    ResponderEliminar
  8. Adorei aquela do "será por isso que estão a ser retiradas a muitos casais os filhos?" ahaha claro porque até existem poucoas crianças institucionalizadas e tudo. É ignorância! É diferente? É! É errado? Para mim não! Faz sentido para mim? Epah eu gosto muito do meu namorado! mas acredito que cada pessoa tem direito a ter a mesma sorte que eu... e tenha alguem ao seu lado seja homem ou mulher. É daquelas coisas (e falo por mim) que no inicio quando vê estranha-se mas depois entranha-se. São pessoas normais, cidadãos que tem plenos direitos como qualquer outro. Não levo a mal pessoas mais antigas (65 para cima) não o vejam como eu... A minha avó diz sempre "Epah eu não gosto dessas coisas, acho mal. Mas depois uma criança sem apoio nem amor num lar/instituição ou a ser maltratada pelos mais. Mais vale ter familia por mais estranho (ou que não concorde) que seja " Se a sociedade mesmo que tradicional começasse a pensar assim já era um começo.

    ResponderEliminar