"Qu'est-ce qu'on a fait au Bon Dieu?"

quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

 «Que mal fiz eu a Deus?» estreou a 24 de Julho de 2014 em Portugal e a 2 de Janeiro de 2016 na RTP1. É uma comédia Francesa, cujas gravações forma feitas em Paris, com 97 minutos de pura risota!
 Mais um filme francês cheio de qualidade e, pelos vistos, filmado com um orçamento não muito alto.
 O casal Verneuil é francês e católico. São extremamente educados e bastante tolerantes. Aliás, com três das quatro filhas já casadas, aceitaram optimamente o facto de os seus três genros serem de religiões e origens diferentes. A filha mais sensível, Ségolène, que chora por tudo e por nada, casou com um banqueiro chinês, Chao Ling. A morena, Isabelle, é casada com um advogado árabe, Rachid. E a última das mais velhas, Odile, está casada com um investidor judeu, David.
 A primeira parte do filme é marcada por momentos familiares hilariantes onde tanto o casal mais velhos como os três mais novos se tentam entender. Os argumentistas conseguiram juntar a discussão de problemas sérios, como o desentendimento entre povos, e divertimento de um forma muito inteligente e «soft».
 É na «segund
a» parte do filme que se dá a reviravolta. A filha mais nova, Laure, dá a excelente notícia aos pais de que se vai casar com Charles, completamente católico. A esperança dos pais que seja um católico francês é de tal maneira grande que os deixa completamente boquiabertos quando a filha aparece acompanhada por um africano.
 Juntam-se, então, ao elenco três actores excelentes que representam a família do Charles. Com o pai do noivo também contra o casamento são-nos proporcionados momentos de muita loucura!

 Não vou contar mais nada! Apenas que cada vez estou mais surpreendida com os filmes franceses. O sotaque envolve-me completamente por si só, porém, são os excelentes actores que me surpreendem cada vez mais!
 Bom filme!

7 comentários:

  1. Amo o filme! É um dos meus preferidos. Já o vi umas 3 vezes e choro a rir de todas as vezes que vejo!

    ResponderEliminar
  2. Não tenho por hábito ver filmes franceses mas já reparei que quando vejo gosto bastante :)

    ResponderEliminar
  3. Não conhecia! A que horas dá querida? É todos os dias?

    ResponderEliminar
  4. r: Lá nisso tens razão, obrigada querida :)
    O melhor que te posso aconselhar é para tentares não pensar nisso, eu tentei com muito custo. Parece que quanto mais pensamos mais custa. Tenta estar descontraída, os nervos ficam só para o dia!

    ResponderEliminar
  5. Por acaso não conhecia, fiquei muito curiosa! :)


    xoxo, Sofia Pinto
    Last Post ♥

    ResponderEliminar
  6. r: Somos duas, gosto mesmo desta época e custa-me sempre despedir-me dela :(
    Aii desculpa a minha distração. Agora estive a ler novamente o post e consegui reparar na parte que explicas exatamente isso. Não sei como não reparei logo ahah. Talvez ainda o consiga ver!
    Isso é o mais importante, se fores para lá com a sensação de que as aulas ajudaram é meio caminho andado! Depois, quanto aos nervos, vais ter de os dominar. Mas vais ver que os examinadores também têm isso em atenção. O meu pelo menos foi um porreiro, ele topou logo o meu estado ahah

    ResponderEliminar
  7. Não costumo ver filmes franceses mas vou ver se vejo esse :)

    ResponderEliminar