Das relações pessoais.

terça-feira, 10 de maio de 2016

 Já tive amigos que me faziam sentir presa a eles, «amigos» que não me permitiam opinião pessoal e nunca participavam nas actividades que eu queria. Pessoas que não entendem um não, pensam que tem de ser tudo à medida delas e que não sabem ouvir os outros ou respeitar o seu espaço. «Amigos» que apenas me queriam para os seguir, porém, se eu me ia divertir com outras pessoas sem lhes dizer, ficavam chateados e estragavam-me a tarde ou a noite.
 Não acho isto justo. Todos nós temos uma vida própria e o nosso dia é feito com aqueles que estão no momento connosco. A minha mãe diz constantemente que a vida se está a passar agora. Não é com aquela pessoa que está constantemente a ligar, não é com aqueles que querem tudo à maneira deles. A vida está a acontecer aqui e agora. Preenchida de momentos com as pessoas que estão connosco. Dançando com eles, falando com eles, rindo com eles, ou até a almoçar ou jantar.
 Pessoas que não respeitam o meu espaço pessoal e que sentem até um ciúme doentio por estar com outro grupo de pessoas deixam-me muito desiludidas. Eu estar aqui e agora com certas pessoas, a divertir-me com elas, não quer dizer que vá deixar de me divertir com as outras ou vá deixar de gostar delas. Essa separação tem de ser bem feita.
 Já deixei que me estragassem vários momentos por causa destas situações chatas. Agora não deixo mais, se estou com pessoas de que gosto, se sei que me vou divertir, se o dia promete, vou deixar que alguém que não está presente me estrague a vida que passa num instante?

Já deixei sinais de vida, agora vou jantar com a família de praxe,
logo a seguir, ENTERRO, celebrar com os meus!!!

6 comentários:

  1. Sinto o mesmo neste momento e depois parece que esses "amigos" fazem de tudo para no estragar a noite...
    Não acredito que estivemos as duas no enterro no mesmo dia e não nos vimos :o
    Também vais hoje ou em mais algum dia?
    Beijinhos*

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Este tipo de pessoas deixam-me mesmo triste. Pessoas que não têm a capacidade de ficar felizes pelas outras são pessoas muito desinteressantes...
      Oh, desculpa, só vi agora o comentário. Eu fui todos os dias! Viste-me nalgum?

      Eliminar
  2. Por vezes o mais certo é deixarmos de lado quem sentimos que não nos faz bem. O tipo de amigos que descreveste nem devia ser tratado por "amigos", porque com amigos desses ninguém precisa de inimigos.
    R: Normalmente adoto a mesma estratégia que tu. Outra coisa que faço para combater a falta de criatividade é escrever algumas ideias num caderninho de anotações e quando tenho tempo para escrever, mas não sei sobre que falar dou uma olhadela lá para ver se me apetece desenvolver algum daqueles temas. Também já dei por mim a pesquisar por ideias na net. Às vezes ajuda.

    ResponderEliminar
  3. Este tipo de pessoas devem ser eliminadas da nossa vida urgentemente! Já bastam os problemas que se criam sozinhos, não precisamos de mais! Ainda bem que decidiste agir por ti e não pelos outros.
    Beijinhos!

    A Vida de Lyne

    ResponderEliminar