Sebentas, actividades e agradecimentos...

quarta-feira, 29 de março de 2017

 Ponderei muito antes de vir aqui três segundinhos dizer-vos umas palavrinhas...
 Ando absolutamente absorta em testes e estudos. Além disso, tenho afazeres e compromissos para a proposta que aceitei no final de Fevereiro, por isso, o meu tempo está incrivelmente reduzido. Sempre fui uma rapariga de múltiplas actividades e que não se contentava com um horário com muitos espaços em branco, assim, em menos de dois meses preenchi o meu, deixando pouquíssimo tempo livre.

52 Semanas | 12: Coisas para se fazer no frio...

sábado, 25 de março de 2017

Dia de Sol bem gelado! 

  • Ficar enrolada nas mantas e simplesmente aproveitar a companhia dos nossos parentes;
  • Beber chá para aquecer a alma, o estômago e o ar à nossa volta.
  • Estudar, sempre considerei as tardes de frio bem produtivas, pois, na falta de vontade de ir lá para fora passear, fico em casa bem agasalhada a pôr em dia o que não estudei nos dias de calor;
  • Cinema/Teatro/Concertos, sabem mesmo bem nestes dias, porque, por norma, as salas estão beeeeem quentinhas;
  • Comer aqueles estufados das avós, ou aquele hot sushi, ou aquelas papas de aveia, comidas que aqueçam o coração e nos envolvam como um abraço bem apertadinho que nos aconchega todo o corpo gelado!

Aos 3 é de vez #8

quarta-feira, 22 de março de 2017

 Achei interessante dar-vos a conhecer coisas que por muito pequenas me deixam tristita, frustrada ou ligeiramente menos Joana. São coisas muito gerais e não quero parecer lamechas. Sei que o meu blogue tem tido uma onda de positivismo gigante, porém, de certeza que nem a pessoa mais feliz do planeta está feliz vinte e quatro horas por dia. Há momentos dos meus dias nos quais é mesmo complicado vestir um sorriso, embora tente o máximo possível! Três das razões mais simples são:
  • Inexistência de chocolate preto por casa - este é mais para começar o post levemente... sim, deixa-me triste, mas há outras coisas boas nesta casa! Já vos falei dos meus chocolates favoritos e tento ter sempre uma barra em casa;
  • Passar dois dias ou mais sem estar com a minha irmã - infelizmente, os nossos horários ultimamente têm sido muito díspares, quando a vejo é apenas por dois ou três minutos e sinto mesmo a falta dela ao longo do dia, apesar de muitas vezes me tirar do sério... Manas, certo?;
  • Não cumprir as minhas metas, tarefas ou objectivos... fico absolutamente em baixo quando me proponho a resolver algo num período de tempo e não consigo acabá-lo. Pior ainda é quando são coisas de fácil resolução ou simples e eu me deixei levar pela preguiça ou «calma». Sou organizada, mas tenho tido a agenda mesmo muito ocupada e, nos tempos livres, deixo-me levar pelo sono e/ou moleza.
 E a vocês? O que vos deixa chateadas ou com sensação de insatisfação? Partilhem comigo. (Já agora, desculpem a minha ausência, parar em casa tem sido muito complicado!)

52 Semanas | 11: Os meus brinquedos de infância favoritos eram...

sexta-feira, 17 de março de 2017

No quintal da minha avó!

  • Peluche almofada que a minha mãe me comprou numa das viagens dela;
  • LEGOS, ficava até altas horas da manhã a construir torres, casas, animais com a minha mãe, uma vez que era mesmo difícil para adormecer...;
  • Máquina registadora, não sei porquê, sempre tive esse gosto por fazer check em códigos de barra e contar dinheiro;
  • instrumentos musicais, até aos 8 anos, andava sempre com uma malinha com o triângulo, as clavas, a flauta, o reco-reco, por aí em diante;
  • giz enorme e objectos de pintar, uma das minhas maiores obras de arte ficou no chão da garagem do nosso antigo apartamento! Em casa da minha avó tinha aguarelas e resmas de folhas para divagar.
 Assim, de repente, foram as imagens que me vieram à cabeça. Mas os dois primeiros foram os que me marcaram mais e ainda hoje fazem parte da minha vida.

Carinho...

terça-feira, 14 de março de 2017

 Gostar de alguém não significa sufocá-lo com mensagens, perguntas, chamadas. Gostar de alguém não passa por não largar a pessoa ou consumir-lhe o juízo até ela ficar sem paciência. Gostar de alguém, por vezes, é muito mais do que perguntas, palavras ou insistências.
 Não me refiro apenas a relacionamentos amorosos, mas também a amizades e laços familiares. Gostar vai além do estar constantemente a falar com alguém. Muitas das ligações mais fortes que tenho não "exigem" contacto constante, porque, de ambos os lados, sabemos que basta uma mensagem, um telefonema, um olhar para percebermos que ainda estamos lá mutuamente.

52 Semanas | 10: As minhas comidas favoritas são...

sábado, 11 de março de 2017

Amendoins, nhom nhom!
  • Peixe, ia tentar especificar apenas um tipo e só uma forma de cozinhar, mas, quando se trata de peixe, torna-se mesmo difícil para mim ser objectiva;
  • Cogumelo recheado de soja gratinado no forno é dos meus pratos vegetariano favoritos;
  • Frutos secos, seja ao natural, em manteiga 100% natural, seja nos pratos salgados, seja nos poucos pratos doces que como, sabem-me sempre bem e fazem combinações improváveis e irresistíveis;
  • Sumos frescos e naturais, sejam só de frutas ou tenham também legumes, sejam sem adição nenhuma ou com um toque de especiarias... já estou a babar;
  • Massa preta com lulas e camarão da minha mãe, sei bem que é um prato que há em imensos restaurantes, porém, não há nada como a caseirinha da minha mamã!!!

Medo do compromisso

quinta-feira, 9 de março de 2017

 Ultimamente, tenho vindo a reparar que os jovens que se estão a criar têm um medo terrível de se comprometerem com o que quer que seja, quer falemos de trabalho, quer abordemos a religião. Sinto que há uma tendência para se viver fugazmente, tem de ser tudo agora, neste segundo, rápido, desmedidamente.
 Sou muito nervosa, por isso, por um lado, compreendo esta ansiedade de fazer tudo o quanto antes, porém, não consigo deixar de apreciar cada segundo, cada respiração, cada momento, cada pessoa que passa na minha vida, que cruza o meu caminho. Gosto de me comprometer com projectos novos e dedicar-lhes o meu tempo e a minha atenção. Aproveitar cada tarefa, cada palavra sábia dos que já fazem o mesmo que eu há mais tempo; tomar consciência de cada passo que dou, de cada conselho que me foi dado; apreciar todo o sorriso que me é dirigido, interpretar cada lágrima que cai na cara do próximo.

Este é para vocês!

segunda-feira, 6 de março de 2017

 Tem sido incansável o carinho que recebo aqui. Basta irem ao meu mais recente texto e verão amor de variadas formas. É incrível o apoio que me dão e como me ajudam a crescer a cada dia que passa. Ultimamente, não há uma hora do meu dia em que não abra a minha boca num sorriso rasgado de orelha a orelha. Preocupam-se comigo, em ver-me bem... nunca pensei, honestamente, receber esta quantidade gigante de carinho.

 Para dizer a verdade, quando comecei o blogue, andava muito em baixo e com uma auto-estima muito reduzida. Comecei-o mais como uma espécie de bloco onde ia deixando os meus pensamentos bons e maus, porém, com o passar do tempo fui ficando mais confiante e feliz, passando a necessitar de algo mais do blogue.
 Foi assim que comecei a interagir mais, a procurar mais, a querer ler outros blogues sobre os mais variados assuntos. Comecei a conhecer-vos um pouco melhor e a descobrir a quantidade de gente boa que por aqui há.
 Agora, neste exacto momento, dia 6 de Março, conto com um número já considerável de leitores assíduos, de pessoas dedicadas e preocupadas e de algumas amizades intemporais. Não há um dia em que não dê uma escapadela aos vossos blogues e navegue pelas vossas palavras.

52 Semanas | 9: Pessoas que gostaria de conhecer/ter conhecido

sábado, 4 de março de 2017

  • Miró, aproveito a foto da minha visita a Serralves para a sua exposição... Era tão bom poder passar dias inteirinhos a vê-lo magicar, remexer e criar!;
  • Bono dos U2, ou qualquer membro da banda. Sempre me cativaram imenso pela sua originalidade e destemidez, sendo revolucionários a cada música, concerto, acção...;
  • Newton, não fosse eu uma estudante de Matemática e completamente fascinada pelo trabalho deste génio maníaco! Falar com ele devia ser algo extremamente desafiante;
  • Katherine Johnson, desde que vi Hidden Figures que fiquei absolutamente maravilhada com esta mulher. Sinto que tinha muito para aprender com ela;
  • A Bela, sim, a personagem do filme de animação. Ela podia ler para mim!!!!
 Além destas, adorava conhecer alguns de vocês... sinto que têm muito para me ensinar...