52 Semanas | 15 e 16: O que há de pior no mundo virtual e Isso para mim não é diversão...

segunda-feira, 8 de maio de 2017

  • Comentários maliciosos, nunca os percebi, se as pessoas vão espalhar más energias, mais vale nem comentarem... será que não percebem que também só lhes faz mal!?;
  • o factor vicioso, o mundo virtual causa uma dependência gigante, como é óbvio, cabe-nos a nós discernir se estamos viciados ou não, porém, é muito complicado contornar um vício;
  • Identidades falsas, é tão fácil criar um perfil, uma história, uma cara, não custa nada e pode ser bem perigoso para quem é ingénuo e acredita em tudo e todos à primeira;
  • Distância, se, por um lado, pode haver quem apenas esteja aqui para nos enganar, por outro, de certeza que há muita boa gente por aqui e, infelizmente, nem sempre podemos conhecê-los ou torná-los ainda mais constantes no nosso dia-a-dia, pois, embora estejamos à distância de um clique, também estamos à distância de alguns quilómetros físicos;
  • Informação que transborda, ter alguma informação é bom, acesso a boa informação é precioso, imensos artigos, histórias, testemunhos, documentários, vídeos, convergentes ou divergentes pode tornar-se problemático - não acreditem em tudo o que lêem.

  • Sair com intenção de ficar completamente K.O., não sei como é que se aproveita bem a noite nestas condições, mas não julgo quem o faz;
  • Passar um serão a comentar a vida dos outros, e acreditem que há muita gente que aprecia e valoriza fazer isto;
  • Wrestling, nunca percebi ou gostei de ver, porém, gosto de boxe, artes marciais e tudo o que esteja relacionado com estes últimos;
  • Quando estou na berma da piscina e me salpicam e são inconvenientes a molhar-me, sempre disse que uma coisa é ser uma vez e com carinho, outra é estarem mesmo a perceber que me estão a incomodar e não pararem;
  • Combates de animais, não sei porque é que as pessoas acham isto divertido ou interessante de alguma forma...

 Ando mesmo super atrasada na publicação desta rubrica. Peço desculpa, por andar atrasada e porque vão levar um dose a quadruplicar!!!

4 comentários:

  1. quando vejo estes posts identifico-me cada vez mais contigo :)

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito desta publicação, Joana. Em relação ao primeiro tema, o mundo virtual tem muitas vantagens mas pode também ser bastante opressivo. Como dizes, é preciso ter o discernimento de saber quando é demais. Quanto ao segundo tema, também sou da opinião de que para nos divertirmos não precisamos de excessos. Pelo contrário.

    ResponderEliminar
  3. A primeira fotografia deixou-me intrigada. Juca... ;)
    É a minha alcunha.

    ResponderEliminar
  4. Para além dos pontos que referiste sobre o mundo virtual (com os quais eu concordo), acho que também há muitas pessoas a fazerem-se passar por algo que não são, isto é, aparentam ter uma vida muito feliz, sem quaisquer problemas ou tristezas. Acho que isso é uma ideia ilusória para quem acompanha essas pessoas pela internet.
    Beijinhos grandes e muitas felicidades.

    chamammepequenita.blogspot.pt

    ResponderEliminar